A resistência do Bayern perante o regime nazista

Uma mancha na história, não só da Alemanha, como também do mundo todo é e sempre será, o período do Nazismo. Mundialmente conhecido, o período comandado por Adolf Hitler, se tornou algo que jamais será esquecido. Mas o Bayern de Munique se destacou nesse período por sua postura antinazista.

Um dos maiores clubes de futebol do mundo, o Gigante da Baviera é conhecido pelo seu desempenho espetacular e por seus inúmeros títulos. Porém existem fatos históricos que fazem com que o clube se torne ainda mais respeitado no mundo.

Em meio à ditadura do Terceiro Reich, pequenas atitudes do clube contra o nazismo fizeram com que ele passasse por períodos difíceis, que quase o levaram à sua extinção.

Um dos primeiros problemas em relação à ditadura nazista, era que o presidente do Bayern na época, Kurt Landauer, era judeu. Logo após a ascensão dos nazistas ao poder, o presidente renunciou ao cargo. Ele foi preso e levado para o campo de concentração de Dachau. Mas como havia lutado na Primeira Guerra, foi liberado e assim foi embora para a Suíça.

O técnico do time na época, Richard Kohn, também era judeu. E, assim como o presidente do clube, ele deixou o Bayern e emigrou primeiro para a Espanha e depois para a Suíça.

Mesmo Kurt Landauer estando na Suíça, o Bayern manteve a sua fidelidade ao seu presidente e declaram que Landauer ainda era o dirigente do clube. Como uma tentativa simbólica de boicote à ideologia vigente.

Um acontecimento que comprova essa fidelidade, é de um amistoso do Bayern na Suíça, com a presença de Landauer na arquibancada. A equipe bávara foi até ele e o aplaudiu durante vários minutos. O time só parou de aplaudir Landauer, após os policiais da Gestapo os ameaçarem.

Com esta atitude, os problemas aumentaram. Os nazistas responderam a esta afronta apoiando e financiando o rival local do time, o TSV 1860 Munique. O rival possuía campos de treinamento de nível elevado e facilidades na hora de gerir as licenças dos jogadores que iriam servir ao exército. Já para o Bayern, tudo era um obstáculo e problema. Estes obstáculos se tornaram tão grandes a ponto do clube ser obrigado a demitir alguns de seus jogadores – que eram judeus.

Outras pequenas atitudes antinazistas fizeram o sangue do Terceiro Reich ferver ainda mais. Como, por exemplo, o atleta Wilhelm Simetsreiter que decidiu posar para uma foto ao lado do atleta negro Jesse Owners, durante as Olimpíadas de 1936. E o capitão do time da época, Conrad Heidkamp, que escondeu a prataria do time quando os nazistas vieram procurá-las para ajudar na Guerra, o que reforçou a atitude antinazista do time.

(Foto: Divulgação/FC Bayern)

Após o final da Segunda Guerra Mundial, Kurt Landauer voltou a Munique, onde foi eleito presidente do clube pela terceira vez em 1947. Seu mandato acabou em 1951.

Atos como esse, de não se curvar à ditadura de Hitler, renderam ao clube não só o apelido de Judenklub, mas também o prêmio Julius Hirsch por sua “resistência contra o socialismo nacional”, concedido em 2005.

A história antinazista do Bayern foi silenciada nos anos pós-Guerra. Mas foi colocada em jogo de novo depois da abertura do museu do clube na Allianz Arena. Ainda há quem diga que o time ou não fez nada de de diferente, ou que simplesmente se curvou ao nazismo depois de algum tempo. A resposta do clube a estes insultos foi solicitar um estudo independente por historiadores neutros.

O legado deixado pelo Bayern deixa claro que alguns alemães não eram favoráveis ao regime nazista. A sua história de resistência será sempre lembrada pelo clube e por seus torcedores, que se afeiçoaram ao passado judeu do clube e já levantaram uma bandeira homenageando Landauer. Sentindo um orgulho imenso em saber que o time teve uma participação tão importante numa época tão difícil.

TAGS: Bayern Especiais

PRÓXIMOS JOGOS

  • Copa da Alemanha
    Bayern München
    Frankfurt
    19 de Maio
    15h00
    Olympiastadion Berlin
    Berlim

BUNDESLIGA 2017/18

Classificação Pontos
1 Bayern München 75
2 Schalke 04 55
3 Bayer Leverkusen 51
4 Borussia Dortmund 51
TABELA COMPLETA

VÍDEOS

ELENCO

Viktoria Schnaderbeck

Viktoria Schnaderbeck

  • Posição: Meio-campo
  • Número: 25
  • No Bayern desde: Julho/2007
CONHEÇA O ELENCO

FACEBOOK